quinta-feira, 24 de setembro de 2015

154 Sonetos de William Shakespeare - Soneto nº84

Quem diz mais? Qual deles diz mais, 
Do que este rico elogio – de quem tu és, 
Em cujo confinamento está guardado 
O modelo onde crescem teus pares? 
A magra penúria da pena vive 
De não retirar a glória de seu objeto; 
Mas aquele que escreve sobre ti, se puder dizer 
Quem tu és, assim dignifica a sua história. 
Deixa-o copiar o que está escrito em ti, 
Sem piorar o que a natureza deixou claro, 
E que ela dê fama à sua inteligência, 
Tornando seu estilo admirado em toda a parte. 
Tu, às tuas bênçãos de beleza, acrescentas uma praga, 
Teu gosto por elogios torna-os piores.